MEU FILHO NÃO QUER ESTUDAR!

MEU FILHO NÃO QUER ESTUDAR!


Alguns jovens apresentam dificuldade nos estudos. Outros são exemplares. O que é comum, todos os alunos melhoram consideravelmente seu rendimento escolar depois de ingressarem, a praticarem atividades esportivas de lazer ou de rendimento através de uma modalidade esportiva. O que seu filho (a) precisa saber é que o estudo vai prepará-lo para o futuro, seja como atleta ou como cidadão. E você Pai e você Mãe, precisam incentivá-lo neste propósito. Muitos atletas bem-sucedidos, que conseguem enriquecer (minoria) através do esporte, muitas vezes assistem sua fortuna ir para o ralo. Fato comum quando o atleta não tem uma família que o aconselhe, ou lhe falta instrução, conhecimento e “capacidade” para administrar seus bens! Os responsáveis podem usar o interesse dos filhos pelas atividades esportivas como moeda de troca a fim de “convencê-los” a cumprir de forma eficiente sua agenda escolar, isso sempre funciona!


No Estado de São Paulo é comum o Ministério Público do Trabalho e o Conselho Tutelar acompanharem de perto a assiduidade e o rendimento escolar dos alunos em formação, como atletas. Alunos atletas devem ser assíduos e tirar notas dentro da média sem que as atividades esportivas prejudiquem suas notas e o ano letivo. No alto rendimento, os jovens atletas que “resistem” ao aprendizado escolar e não demonstram interesse em cumprir suas agendas estudantis são, depois de algumas tentativas de ajustes mal sucedidas, “desligados” dos clubes. Clubes sérios e formadores, sempre atuam em conformidade com o Estatuto da Criança e do Adolescente e são fiscalizados para este fim.