MEU FILHO (A) É GORDINHO... ELE TEM CHANCE?

MEU FILHO (A) É GORDINHO...

ELE TEM CHANCE?



Vamos lá! Citei o exemplo de uma menina com características físicas acima do peso ideal, com quantidade de gordura acima do usual, com um peso desproporcional em relação a sua altura, que costumamos nomear de “gordinha” (o) e que pode fazer sucesso como líbero no Vôlei. Muitos pais colocam seus filhos para praticar o esporte com o intuito de reduzir medidas, cooperar com um tratamento de asma, sociabilizá-lo e etc. Primeiro você precisa descobrir qual atividade, modalidade esportiva seu filho (a) gosta. Este fator é fundamental já que ele (a) vai enfrentar uma resistência própria e de terceiros (colegas).


O “bullying” vai existir sempre! Por quê? Infelizmente a psicologia moderna está “afrouxando o cinto” da boa educação, educação essa que deveria vir do berço, dos ensinamentos dos pais! A responsabilidade do Estado através da Escola é oportunizar o aprendizado, tratar seu filho (a) com respeito, carinho e transmitir conhecimento. É de casa que deveriam vir os bons hábitos, toda a sorte de valor moral e respeito pelo próximo! Infelizmente os jovens de hoje são na maioria criados sem limite, são estimulados a se expressar, mas da forma e na hora errada! No meu tempo quem nascia com uma orelha “grande”, por exemplo, sofria todo tipo de gozação, mas isso ficava no bate-boca. Era raro tal provocação terminar em briga dentro da escola! Havia respeito pela instituição, temíamos as ações dos Diretores, Professores e principalmente dos nossos Pais!



Hoje em dia A Instituição está desmoralizada, Diretores e Professores são reféns de jovens que de forma destemida intimidam a tudo e a todos! Basta seu filho ser “bonito”, que já é motivo para ser espancado na porta da escola! ISSO É UM ABSURDO! Infelizmente as ofensas podem acontecer no esporte também e um jovem acima do peso pode ser ofendido pelos colegas.


COMO COMBATER ISSO?



Para evitar isso, escolha uma Escola Esportiva séria, conceitua e não esconda seu filho (a) em casa! Estimule e oriente seu filho (a) .... Caminhe com ele! Se seu filho (a) estiver motivado vai superar suas limitações e medos, se for bem orientado resistirá e vencerá as pressões internas e externas. Converse com ele, prepare-o para enfrentar tais adversidades e acompanhe de perto seu desenvolvimento. É aconselhável que seu filho (a) seja examinado por um médico que através de exames específicos atestará a aptidão do seu filho (a) para a prática esportiva. É aconselhável também que seu filho (a) seja avaliado por um Nutricionista, este profissional poderá orientá-los na elaboração de uma dieta com o objetivo de reduzir medidas e o ajudará na elaboração de um cardápio adequado. Você pode contar também com a orientação de um Profissional da área da Psicologia se entender necessário.


Converse com seu filho (a), converse com os técnicos, treinadores e professores que ministram as aulas do seu filho (a). Entender seu filho (a) e se fazer entender por ele (a) é fundamental para que sua adaptação ao esporte seja bem-sucedida. Sim, existem muitos “gordinhos” (as) com muito talento e seu filho pode ser um deles! Ajude-o, encoraje-o a livrar-se do sobre peso e ele descobrirá um novo mundo através do esporte! Ainda que seu filho (a) não se torne um atleta profissional, desenvolverá hábitos saudáveis que o acompanharão durante toda sua existência.

2 visualizações