É DIFÍCIL SER UM ATLETADE ALTO RENDIMENTO?

É DIFÍCIL SER UM ATLETA

DE ALTO RENDIMENTO?



Para quem acha que é FÁCIL ser um ATLETA, está muito enganado! Uma rotina de treinamentos, dedicação, concentração e muito sofrimento formam o dia-a-dia de um atleta de rendimento. Enfrentar climas adversos, acordar cedo no frio, enfrentar o calor escaldante em ambientes abertos, viagens, treinos diários e estafantes, cobrança de rendimento, viver longe de casa e da família, a cobrança de comportamento, o controle do peso (para mais e para menos), a cobrança da torcida, da família, da imprensa, dos colegas, dos treinadores e o mais difícil, de si mesmo! Sim, seu filho será cobrado e irá se cobrar bastante também.... Poucos resistem a esta rotina e formam uma carreira!


Atualmente, os níveis de exigência e da cobrança aumentaram muito nas modalidades esportivas. Há bem pouco tempo, bastava somente o talento. Hoje em dia a força física ganhou um espaço grande na formação do atleta de rendimento. A alimentação e a suplementação do atleta tornaram-se parte importantíssima e complemento indispensável do treinamento. Seu filho precisará de muito treino, alimentação balanceada, suplementação orientada e descanso obrigatório. O corpo não é uma máquina, se os cuidados com o corpo de seu filho (a) não forem proporcionais ao desgaste sofrido, o descuido poder tornar as lesões físicas frequentes, assim como um baixo e insatisfatório rendimento.


Os cuidados com a alimentação, o descanso (horas de sono), treinamentos, vida social, o lazer, convívios familiares e escolares devem ser harmonizados, afinal seu filho (a) antes de se tornar um atleta de rendimento é um ser humano e precisa que todos os fatores externos contribuam para sua boa formação e desempenho.


Sim é uma carreira difícil, mas humanamente possível e MUITO, MUITO GRATIFICANTE!